Inspirada em Caetano Veloso eu digo: toda mulher sabe a dor e a delícia de ser o que é.

Ser mulher é conciliar a todo tempo a força e a delicadeza; é se reinventar todos os dias. É ser filha, esposa, profissional, mãe, artista, poeta. É ser louca e sã tudo sem sair do salto. Tomar decisões todos os dias, sorrir quando a vontade é sair correndo batendo todas as portas que ficaram para trás.

Ser mulher é chorar as dores do mundo, é ter vontade de desbravar, não dar para trás diante de um desafio, é enxergar as belezas e as sutilezas que surgem com todo novo dia.

Ser mulher aqui no Qatar não é muito diferente do que ser mulher em qualquer outro lugar do mundo. Todos os dias somos testadas ao limite, nos põe a prova a paciência, a educação e a boa vontade.

Sheikha Moza comparece com o marido, antigo Emir, a todos os eventos importantes.
Sheikha Moza comparece com o marido, antigo Emir, a todos os eventos importantes.
Sheikha Mayassa irmã do atual Emir, é considerada a rainha do mundo das artes.
Sheikha Mayassa irmã do atual Emir, é considerada a rainha do mundo das artes.

Não precisamos usar abaya (roupa tradicional), podemos dirigir, podemos trabalhar. Essas são as respostas que a maioria das mulheres procuram quando me mandam um e-mail. Se era só isso que você queria saber você pode parar de ler por aqui, mas caso você esteja curiosa eu escrevi um post para o blog Brasileiras pelo mundo sobre o assunto, para lê-lo basta clicar aqui.

Quem me conhece sabe que sou feminista de carteirinha e não tenho vergonha de apontar o dedo e cutucar a ferida do machismo impregnado na sociedade. Escrever para o BPM sobre esse tema foi um imenso prazer!

Agora além do DesbravaDoha, para quem me acompanha, pode me achar também no Brasileiras Pelo Mundo onde farei um post mensal sempre com assuntos interessantes sobre temas atuais desbravando cada vez mais esse país tão interessante e ainda não tão em evidência que é o Qatar. Não deixem de me seguir em todas as redes sociais!!!

Twitter: @desbravadoha

Facebook: /desbravadoha

Instagram: Thaisocunha

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

8 comments on “Ser mulher no Qatar é…”

  1. Estive lendo seu blog, e fiquei surpresa com sua coragem, em um mundo desconhecido vc esta de parabéns, que Deus continue te abençoando
    e fazendo de vc uma porta de oportunidade, para falar um pouco de nosso Deus, bjss saudade e seja feliz.

  2. Oi Thais,

    Meu nome é Mariana e recebi uma proposta de trabalho para o Catar, gostaria de saber como é a vida para uma mulher. No meu caso ainda não sou casada e gostaria de saber se é perigoso para mulheres por aí.

    • Oi Mariana. A vida aqui é segura, os cuidados que uma mulher solteira tem que tomar aqui são os mesmo que tem que tomar em qualquer lugar do mundo. Saber com quem se envolve, não se iludir com falsas promessas, principalmente por conta da grande diferença cultural. No mais é muito tranquilo, andar a noite não é perigoso. Tenho muitas amigas solteiras que morar aqui sozinhas, sem problemas. Espero ter te ajudado, grande abraço!

  3. Oi Thais me chamo Adriele moro no Brasil no amazonas
    Conhecir um rapaz de Doha Qatar ele quer muito que eu vá pra seu país Doha Qatar para viver. Eu nunca fui gostaria de saber de você em relação as línguas que eles falam eu não entendo muito você acha que se eu for terei facilidades em aprendizado?
    E a alimentação e muito diferente do Brasil?

    • Oi Adriele. Antes de você vir para cá convide ele para te visitar no Brasil, conhecer sua família, seus costumes. Converse bastante com ele sobre o que ele pensa sobre diversos assuntos, religião, família, direito das mulheres, casamento, relacionamento, roupas etc..
      Aqui a cultura é bem diferente da nossa, a família do homem diz o que a mulher deve fazer, o que vestir se pode trabalhar ou não. Eles são muçulmanos.
      A língua que se fala é o árabe e o inglês. O árabe é bem difícil mas o inglês é tranquilo de aprender.
      A comida tem muito arroz, frango, pão, carne de carneiro, grão de bico, é gostoso.

      Espero ter te ajudado.
      Grande Abraço.

    • Oi Scheila!

      Aqui tem hospitais públicos e particulares. Além de clínicas e consultórios. Tem profissionais especializados em todas as áreas inclusive bons pediatras que as mamães brasileiras daqui confiam em levar os pequenos.

      Dá uma lida nesse post aqui e vê se te ajuda. Grande abraço.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *