Muita gente me pergunta sobre o exercício da fé por aqui, quem me conhece se preocupou muito em saber se eu encontraria uma congregação protestante para frequentar e nesse post de hoje vou tentar responder todas as dúvidas sobre esse assunto.

A Constituição do Qatar declara que o Islã é a religião oficial do Estado, esta também defende a liberdade de culto, o que isso quer dizer? Significa que todos aqueles que aqui vivem podem exercitar sua fé. Ninguém é obrigado a se converter ao Islã ou viver suas práticas, como o uso de abayas e o jejum no Ramadã. (para saber mais sobre o Ramadã clique aqui)

Tanto os muçulmanos xiitas quanto os sunitas podem praticar seus rituais religiosos sem nenhuma restrição, porém para os não muçulmanos devem observar algumas regras impostas pelo governo.

Existe um local específico, designado pelo governo, onde pessoas não muçulmanas podem se reunir e professar sua fé, a religião, para ter seu templo próprio, precisa ser registrada junto ao poder público e esse registro só pode ser feito se, comprovadamente, existirem ao menos 1.500 fiéis vivendo no país.

Igreja Católica de Nossa Senhora do Rosário, primeira a ser inaugurada no país.
Igreja Católica de Nossa Senhora do Rosário, primeira a ser inaugurada no país.

É importante lembrar que o proselitismo (tentar converter uma pessoa de uma religião para outra), no caso de não muçulmanos, é considerado crime, com penas que podem chegar a até 10 anos de prisão.

O complexo religioso fica a mais ou menos 20 km de Doha, próximo a área industrial e é num local de difícil acesso já que, como comentei várias vezes, o transporte público ainda é ineficiente. Para quem tem carro é mais tranquilo, existe um estacionamento ao lado que é gratuito e, para parar dentro do complexo é preciso fazer um cadastro e pagar anualmente o valor de QR 500,00 (R$ 426,00).

Mapa Complexo Religioso Qatar
Esse é o Mapa do Complexo Religioso do Qatar

Atualmente neste complexo religioso funcionam a Igreja Católica de Nossa Senhora do Rosário, a Igreja Cristã Ortodoxa Síria, Igreja Ortodoxa Grega, Comunidade Malankara Ortodoxa(igreja cristã indiana), Igreja Egípcia Copitc Ortodoxa e a Igreja Anglicana da Epifania. Todas essas congregações foram instruídas a não anunciarem seus cultos ou fazerem uso de símbolos religiosos de forma visível, nada de cruz do lado de fora para indicar que é uma igreja cristã.

O Governo regula a publicação, importação e distribuição de material religioso; Isso em grande escala, mas não existe nenhuma lei que proíba de trazer material religioso para uso próprio. Eu, por exemplo, trouxe minha bíblia sem nenhum problema, assim como conheço pessoas que trouxeram imagens religiosas de que são devotos.

Eu decidi escrever sobre esse assunto porque essa é uma questão meio nublada, ninguém nunca sabe ao certo como agir, o que pode e o que não pode eu mesma fiquei muito tempo achando que não existia nenhuma congregação protestante.

De fato não há nenhuma com registro oficial (por não terem o número necessário de membros), porém dentro da Igreja Anglicana funcionam várias igrejas de diversas denominações sob a responsabilidade e patrocínio desta. Desde o início desse mês passei a frequentar uma igreja que se chama Great Commission ou a Grande Comissão que é liderada por moçambicanos, os cultos são parte em inglês e parte em português o que me fez me sentir quase em casa…

Igreja Anglicana da Epifania
Igreja Anglicana da Epifania

As reuniões de todas as religiões desse complexo acontecem as sextas feiras, mesmo dia que os muçulmanos se reúnem para ir as mesquitas, isso porque domingo aqui é dia de trabalhar!

Fatos interessantes sobre o tema:

  • No Souq waquif não é raro encontrar joias com motivos religiosos como crucifixos e medalhinhas católicas.
  • Em pesquisa foi apontado que existem 2 qataris que são cristãos e um ateu, todos os demais são muçulmanos.
  • Se um muçulmano se converter a outra religião este está cometendo crime apostasia sujeito a pena de morte, porém desde 1971 não se teve notícia de que uma penalidade assim foi aplicada aqui no Qatar.
  • O Complexo Religioso do Qatar surgiu de um acordo firmado entre representantes de igrejas cristãs com o Governo Qatari em 2005, o qual cedeu por 50 anos a terra para a construção de seis templos com dinheiro próprio.
  • A Igreja Católica de Nossa Senhora do Rosário foi a primeira a inaugurar em 2006, a Igreja Anglicana só abriu suas portas em 2013!
  • Em fevereiro deste ano o Príncipe de Gales fez uma visita ao Complexo Religioso, por mais de 20 anos o Príncipe tem trabalhado na causa da tolerância religiosa.
  • O Ex- Reitor da Qatar University, há época da inauguração da primeira igreja, defendeu que a existência de um lugar de culto para outras religiões é um direito fundamental defendido pelo Islã.
  • Atualmente a Árabia Saudita é o único país no Golfo no qual as igrejas são banidas.
  • Condenados muçulmanos recebem diminuição da pena se memorizarem o Corão enquanto estão presos.

Tá pensando que o DesbravaDoha só fala sobre besteira? DesbravaDoha também é cultura! É muita cuca no lance hahaha

Fontes:

HRH The Prince of Wales visits the Religious Complex in Doha

https://www.gov.uk/government/world-location-news/hrh-the-prince-of-wales-visits-the-religious-complex-in-doha

Freedom of religion in Qatar

https://en.wikipedia.org/wiki/Freedom_of_religion_in_Qatar

Christianity in Qatar

https://en.wikipedia.org/wiki/Christianity_in_Qatar

Qatar’s First Church Sparks Debate in Doha

http://www.daijiworld.com/news/news_disp.asp?n_id=43617&n_tit=Qatar%27s+First+Church+Sparks+Debate+in+Doha

Qatar

BUREAU OF DEMOCRACY, HUMAN RIGHTS, AND LABOR

2011 Report on International Religious Freedom

http://www.state.gov/j/drl/rls/irf/2011/nea/192903.htm

2013 Report on International Religious Freedom – Qatar

http://www.refworld.org/docid/53d9072913.html

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

11 comments on “Religiosidade no Qatar”

  1. Adorei o post Thais!
    Na epoca que morava ai eu e minha mãe ja frequentavamos uma igreja protestante de filipinos, nao sei se ainda existe mas bem capaz! Além das reuniões das mulheres brasileiraa cristãs ai de Doha também! Época boa! 🙂

    • Marcia não sei de nenhum local de encontro oficial de Testemunhas de Jeová no país. Porém já fui abordada por um casal de indianos que me disseram ser praticantes.

      Grande abraço!

      • Olá, Thaís.
        Muito interessante o seu post, parabéns! Também me interessa saber se tem Testemunhas de Jeoá no Qatar. Você ficou com o contacto desse casal de indianos? Se puder me dar mais informações eu agradeceria. Muito obrigada.

        • Oi Raquel! Infelizmente não fiquei com o contato deles, mas tenho certeza que você encontrará pessoas que partilham da sua fé.
          Te respondi o e-mail que você me enviou.
          Grande abraço!

    • Oi Juliana!

      Oficialmente só tem essas igrejas que eu falei ai no post.
      Algumas denominações protestantes se reúnem no tempo da igreja Anglicana, porém nçao sei ao certo quais denominações tem.

      Acho pouco provável que tenha uma Assembléia de Deus já que essa denominação é tipicamente brasileira.

      Uma dica que te dou é não se prender a nomes e aproveitar a vida em comunhão com irmãos dos quatros cantos dessa terra.

      Grande abraço!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *