Depois de 7 dias de sonho em Paris, fomos para mais 7 dias maravilhosos em Londres e fomos de trem! Quem está na dúvida entre pegar um voo ou o Eurostar eu recomendo muito o trem, é rápido e as estações de trem tanto em Paris quanto em Londres são mais centrais do que os aeroportos e, portanto, de mais fácil acesso.

londres4

Ao contrário de Paris, em Londres não precisa comprar o passe dos museus porque a maioria tem entrada franca, o passe de meio de transporte é essencial , custou 36 pound (R$136,10) e pode ser adquirido em qualquer estação de trem, metrô e também no aeroporto.

A impressão que eu tive de Londres é que lá é onde tudo começa , as pessoas são tão diferentes, não há um padrão estabelecido. Tudo é moda tudo é bonito, tudo é novo.

Chegamos ás 15h, até chegar ao hotel, desfazer as malas, descansar da viagem perdemos a tarde desse dia, só saímos a noite para jantar e depois voltamos ao hotel, isso foi em uma sexta feira.

Como eu já comentei, gosto de acordar cedo aproveitar bem o dia, voltar para o hotel, dar uma descansada e depois sair à noite para aproveitar mais. Gosto de andar, ver pessoas, a arquitetura, as lojas, então nunca faço aqueles passeios tradicionais, em grupo, com agência de turismo.

Em Londres alugar um apartamento não estava valendo a pena, preferimos, então, nos hospedar em um hotel no bairro de South Kensington and Chelsea.

Assim como aconteceu em Paris, alterei o meu roteiro original para se adaptar ao local onde estávamos hospedados e aos dias da semana em que estávamos na cidade.

Eu queria muito ter ido aos estúdios do Harry Potter, mas para esse parque deve-se comprar os ingressos 2 meses antes, pelo menos. Quanto a “famosa” plataforma 9 ¾ eu fui e não valeu a pena, muito caído. Não recomendo.

Roteiro 7 dias em Londres

Dia 1- Notting Hill passeamos na feirinha da Portobello Road (essa feira só acontece no sábado). À tarde fomos aos ponto turísticos clássicos: Monumento a Washington, Palácio de Buckingham, Parlamento, Big Ben, Westminster Abbey e terminamos o dia com uma volta de bicicleta pelo Hyde Park .

londres1

Dia 2- London eye (Compre os tickets antecipados e em combinação com outras atrações pelo site), Convent Garden, National Gallery, Leiscester Square (aqui é onde se compra ingressos para musicais), Chinatow.

londres3

Dia 3- Tower of London (museu pago, custou 22 pound. Separe umas 5h para esse passeio), London Bridge, Design Museum( museu pago, custou 12,50 pound). Depois fui dar uma volta no bairro Hammersmith para compras (lojas clássicas).

londres5

Dia 4- Natural History Museum, Science museum, Victoria Albert Museum, Camden Town (aqui é o lugar que eu mais gostei em Londres).

Dia 5- Madame Tusseoud Museum, Sherlock Holmes Museum (esse museu tem uma fila enorme, quanto mais cedo chegar melhor). A noite assistimos ao musical dos Beatles “Let it Be”, maravilhoso.

Dia 6- London Zoo (geralmente eu sou contra zoológicos mas esse tem um trabalho muito interessante de reintrodução dos animais na natureza e reprodução do habitat natural) depois pegamos um barquinho dentro do zoológico que nos deixou em Camden Town para dar mais uma volta no meu lugar preferido, foi lá que matei a saudade do guaraná antártica. Assistimos, á noite, ao Musical “The Lion King”, lágrimas rolaram, me lembrei da minha infância, foi tudo perfeito.

londres2

Dia 7- Dia de arrumar as malas, aproveitamos nossos últimos momentos em Londres para mais uma volta no Hyde Park e aproveitamos para ver o famoso Albert Hall e o Albert Momument.

Essa foi minha primeira experiência na Europa, acredito que aproveitei ao máximo. Tenho certeza que foi essa viagem de férias que alimentou meu lado desbravador, e me deu vontade de conhecer e mostrar também o lugar onde eu moro, já que muita gente não conhece.

Vale lembrar que qualquer dúvida ou sugestão sobre o roteiro, estamos abertos a novas descobertas, até porque eu pretendo voltar a Londres e é sempre bom receber novas dicas, quem desbrava junto, desbrava melhor!

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

3 comments on “Desbravando Londres”

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *