Olhando o blog reparei que já tinha um tempo que não postava nada sobre turismo na região. Os posts estavam ficando velhinhos… lá de 2014! Aí aproveitei que minha mãe veio me visitar para renovar as fotos, sabe como é, quando a gente chega num lugar novo tira foto de tudo- até de outdoor- mas, depois de um tempo morando no país a gente se acostuma com as paisagens e acaba deixando passar momentos lindos.

Minha mãe veio finalmente conhecer a minha casa fora de casa, passou um mês no Qatar. Levei ela pra conhecer um monte de brasileiro, foi chá de bebê, aniversário de criança, restaurante, chamei uns amigos em casa pra comer canjica, tudo para ela ficar mais tranquila. É bom passar para as mães esse sentimento de que não estamos só na jangada dos expatriados. Claro que eu levei ela pra conhecer tudo o que tinha para fazer, cada dia um shopping e um passeio novo, ela amou tudo!

Além de renovar o portfolio de turismo do blog, esse post é um post de saudade, uma comemoração ao dia das mães que será agora, no segundo domingo de maio. É tão bom ter a mãe da gente, quando ela foi embora ficou um vazio no espaço que ela estava ocupando. Até Angus sentiu falta! Tô esperando a visita dela de novo na minha nova casa, em breve Inshallah (Se Deus quiser).

1- Shoppings

Doha é repleta de shoppings com as mais variadas lojas, tem para todo gosto e bolso. Desde as populares Max e Ansar Gallery, passando para as lojas internacionais como H&M e Zara até as de consumo de luxo como Carolina Herrera e Louis Vuitton. Os shoppings também abrigam alguns dos principais supermercados e restaurantes, ou seja, quando está quente é a melhor opção de passeio.

Levei a minha mãe para conhecer o Ezdan Mall, Landmark Mall, Gulf Mall, City Center e claro ao mais famoso de todos o Villaggio Mall nem preciso dizer que ela amou o passeio de gôndola pelo “canal de Veneza” que corta o shopping que tem o teto pintado de céu. Há época ainda não tinha inaugurado o Mall of Qatar que é considerado o maior shopping do país e nem o Doha Festival City. Esses são shoppings mais recentes e oferecem um serviço diferenciado já que contam com espetáculos circenses e muitas outras atrações.

Passeando na gôndola do Villaggio Mall

2- Mesquitas

O Qatar, como todos sabem, é um país muçulmano e, por lei, deve ser construída uma mesquita a cada 500 metros de área habitada. São mais de 1200 mesquitas, nem todas são abertas a visitação e, as que são, pedem que as mulheres usem abayas e hijabs ( roupa preta que cobre todo o corpo e o véu) que algumas vezes são fornecidas pela mesquitas, outras vezes é necessário que o visitante tenha. Importante lembram que nem todas as mesquitas tem a área feminina, onde é permitida a entrada de mulheres, por isso não saia entrando sem antes se certificar das regras do local. Evitem visitas as sextas -feiras porque esse é o dia sagrado para os muçulmanos e, se possível, vá sempre entre os horários de oração a menos que você queira ter toda a experiência do ritual da reza islâmica.

Fui com a minha mãe em quatro mesquitas a Golden Mosque e a Blue Mosque que ficam no Katara Cultural Village, Souq Waquif Mosque e na Grand Mosque. Foi apenas na última que entramos. Fomos super bem tratadas e mamys levou pra casa, de recordação, a roupinha que ganhou da moça da recepção no dia. Ela se sentiu muito bem e achou muito interessante a arquitetura e os tapetes. e o visual do entardecer estava de tirar o fôlego.

Confira outras mesquitas legais aqui.

Posando de árabes na Grand Mosque

3- Museus

O país tem investido muito em arte e cultura, sua intenção é se tornar o polo cultural do oriente médio, e isso é um prato cheio para os amantes de museus. Acabei não indo a muitos com a minha mãe porque ela não tem muita paciência, mas juntas visitamos o Musheireb Enrichment Centre, que é um museu flutuante localizado no Corniche, Fire Station Art Gallery, que expõe obras de artistas residentes e o Museu de Arte Islâmica que é um dos mais famosos cartões postais de Doha.

Fora esses, ainda tem o MATHAF- Museu de Arte Moderna, o Sheik Faisal Museum, algumas galerias de arte dentro do Katara Cultural Village, AlRiwaq QM Gallery e o recém inaugurado Musheireb Museum que tem uma ala reservada para falar sobre a escravidão moderna, super interessante e surpreendente.

Veja todos os museus aqui .

Em frente ao Museu de Arte Islâmica – MIA

4- Passeios a céu aberto

Os passeios a céu aberto são os melhores do Qatar sem sombra de dúvida. O problema é que não há quem aguente fazê-los durante o verão, onde as temperaturas chegam a bater 52 graus! A melhor época para vir ao Qatar é entre novembro e abril. Minha mãe veio em outubro, estava quente mas não insuportável. Andamos um pouco ao ar livre, principalmente a noite que fazia mais ou menos 37 graus. A pior época do ano é entre maio e agosto, a humidade do ar é elevadíssima e a temperatura escaldante, se der para escolher, não venham nessa período.

4.1 Parques

Os meus parques favoritos são o Aspire Park, que é o maior parque do país com 88 hectares coberto de árvores lindas que foram importadas a preço de ouro (rs), além de ciclovia, áreas comunitárias e vista para The Torch a torre símbolo dos jogos asiáticos de 2006; e o MIA Park que é banhado pelas águas turquesas do Golfo Pérsico, fica atrás do museu que tem o mesmo nome e tem a melhor vista de West Bay, ótimo para um final de tarde. Existem alguns outros parques menores, mas esses dois são os que tem as melhores estruturas e atrações para quem está turistando.

O melhor lugar para tirar fotos de West Bay. MIA Park

4.2 Corniche

No Rio de Janeiro temos o calçadão de Copacabana, em Doha temos o Corniche. Á beira mar, o caminho de mais ou menos 7 km é cheio de coisas bonitas para ver. Não importa o horário, pela manhã, á noite e até de madrugada, esse é um passeio que tem a cara do país e que não pode deixar de ser feito. Ao longo da caminhada é possível alugar passeios de Dhow, barcos típicos da região. Cuidado apenas para não ser enrolado quanto aos valores, o passeio de 15 minutos custa, no máximo, QR 25,00. Esse foi o programa preferido da minha mãe! Ela ficou super feliz e amou ver o pôr do sol de dentro do barquinho.

Passeando pelo Corniche durante o dia
O por do sol visto de dentro do Dhow
Uma voltinha pelo Corniche de madrugada

4.3 The Pearl

A Pérola, ilha artificial do Qatar que tem quase quatro milhões de metros quadrados e aumentou  em 32 km costeiros  o território do país,  é um bairro de luxo bem agradável de se passear. Os três  bairros da Pérola que valem um passeio são o Porto Arábia, que é o primeiro e mais antigo cheio de lojinhas, restaurantes e uma marina que rende fotos ótimas; Madina Centrale que é o coração da Pérola, bem movimentada, tem cinema, restaurantes, supermercado e muita gente indo e vindo nas ruas; e, o Qanat Quartier, que é a Veneza do Qatar (depois do Villaggio Mall) , o bairro é super charmoso, e ainda está em desenvolvimento, agora tem alguns restaurantes, inclusive o restaurante vegano Evergreen que é delicioso.

Eu amo tomar café da manhã lá na Pérola e depois caminhar aproveitando a paisagem. Um passeio que mamãe também curtiu, chegamos, inclusive, a fazer uma incursão de madrugada. Apesar das lojas fechadas foi bom ter a rua só para nós.

um dos ângulos do Porto Arábia

4.5 Katara Cultural Village

O Katara é um lugar lindo construído para abrigar teatros, anfiteatros, galerias de artes, escolas de música, fotografia e cinema. Lá dentro tem as duas mesquitas bem bonitas e diversas obras de arte espalhadas pelo espaço. Restaurantes deliciosos e tudo a beira do mar, que, por sinal, é proibida a entrada trajando roupas de banho. Lá é a casa do Festival anual de cinema do Qatar o Doha Tribeca Film festival. As minhas três coisas favoritas lá são a barraquinha de Karak, chá típico indiano que é moda entre os locais, o Fish Market, restaurante de frutos do mar e o anfiteatro que é maravilhoso.

Ao fundo dois hotéis 5 estrelas St Regis e Intercontinental. Ah! e praia que não pode usar biquini.

4.6 Souq Waquif

Meu lugar favorito no Qatar com certeza! Recomendo a todos que me perguntam, que dizem que estão sem tempo. Pode pular qualquer coisa, mas não pula o Souq Waquif! O cheiro das especiarias, o titilar do vai e vem das pessoas nas ruas de pedra, as cores dos tecidos e o gosto da comida fazem desse o lugar mais democrático e especial que fui em Doha. O Souq, assim como o Corniche, não tem hora para ser visitado, tem restaurantes que ficam abertos 24 horas. Levei minha mãe várias vezes, deu tempo de mostrar a parte do ouro, dos camelos e cavalos, dos falcões, dos tecidos, exploramos bastante e comemos também!

Selfie dentro do Gold Souq

4.7 Sealine Desert

Essa é a parte do deserto mais famosa do Qatar. É onde os imponentes 4×4 fazem uma dança louca na areia e deixam a gente de cabelo em pé, lá também é possível andar a camelo ou acampar, tem praia também, o passeio  vai de acordo com o freguês. Os carros entram pelo deserto e nos levam até a fronteira do país com a Arábia Saudita, é bem bonito de se ver, vale muito a pena a experiência.

Quando fomos com a minha mãe escolhi a empresa Rengency Sealine camp e, na minha opinião, essa foi a melhor empresa que usei até hoje. A estrutura deles é maravilhosa, o acampamento é todo equipado com cabanas estilo tradicionais porém com wi-fi e ar condicionado, o restaurante também é bem bonito e o motorista era muito seguro do que fazia. Minha mãe ficou com um pouco de medo do passeio nas dunas, eu acho tranquilo. Ela também não se aventurou a subir no camelo, mas achou incrível ver as terras sauditas do outro lado de um estreito de água salgada que brota da terra.

Mamãe com medo do camelinho =)

Claro que ainda existem muitos outros lugares a ser explorados e visitados no país, você pode conferir alguns nos outros posts sobre turismo aqui do blog. Estou na torcida de uma nova visita da mamãe, agora em Dubai!

Feliz dia das mães a todas as mães e principalmente as que sabem ser mãe mesmo quando a cria está longe!

Outros posts de turismo:

Aventuras no deserto

Fortes do Qatar

Dragon Mart

Mais coisas para fazer em Doha á noite

A vida do lado de fora – Vamos fazer um pique-nique

Acampamento no deserto

Pegue uma praia no Qatar

O que mais tem para fazer em Doha Qatar

O que fazer em Doha a noite

O que não se pode deixar de fazer em Doha

Qatar- Polo cultural do Oriente Médio

Qatar- Turistando em 48 horas

Qatar- O que tem além de Doha

 

 

 

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

3 comments on “Turistando com a mamãe – O que fazer em Doha, Qatar”

  1. Obrigada pela homenagem! Amei te visitar dias maravilhosos te amo com todo o meu coração! ADOREI Turistar contigo!

  2. Oi Thaís, tudo bom?! Adoro seu blog, tinha tempo que não via uma notícia atualizada de do Qatar, rs… Tb sou meio lenta com a internet. Ainda mora no Qatar? Gostaria de saber como essa crise diplomática entre o Qatar e os países vizinhos está afetando os moradores do país? Bj grande!

    • Oi Ariane! Obrigada pelo carinho. Atualmente eu moro nos Emirados Árabes. Parece que o peso maior está sob o governo, para os residentes quase tudo na mesma. Grande abraço!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *