Há mais ou menos 10 anos o Qatar tem investido em esportes,  todo mundo tem falado sobre a Copa do Mundo de 2022, mas a experiência do Qatar em sediar eventos esportivos vai muito além.

O Qatar está parecendo Rio de Janeiro na gestão do César Maia, se nevasse estava concorrendo pra sediar as olimpíadas de inverno!

Desde que cheguei aqui em janeiro o Qatar já foi sede o campeonato mundial de esgrima feminino, Aberto de tênis feminino, Aberto de Golfe, Copa do Emir de futebol, Al Kass Cup que é um torneio de futebol que o fluminense venceu ano passado, e, segundo o calendário do comitê olímpico do Qatar eles sediarão 99 eventos esportivos entre janeiro de 2014 e janeiro de 2015 sendo que destes 43 são torneios mundiais.

A bola da vez é o campeonato mundial de handebol masculino que acontecerá em Janeiro de 2015 e está recebendo uma atenção especial do governo. Dia 07 de setembro aconteceu a abertura do evento teste para o campeonato e eu fui conferir.

hand

Confesso que a abertura não foi muito profissional, mas os trapezistas foram bacanas, bem melhores que aquele pessoal pulando sem noção na cama elástica na abertura da copa do mundo do Brasil rs. E, falando em Brasil, nós tínhamos nossos representantes, o time de handebol de Taubaté.

h7

O estádio de handebol tem tecnologia de primeiro mundo, ambiente climatizado, cadeiras confortáveis, eu nunca tinha visto um cuidado tão grande com esse esporte.

hand2

Fico imaginando o país daqui há alguns anos conhecido mundialmente não só pelo petróleo, mas também como sede de grandes competições esportivas.  Essa imagem está sendo construída de maneira tão intensa pelo governo que até foi criado um feriado, o dia nacional do esporte, que acontece na segunda terça feira de fevereiro desde 2012.

Ah! O campeão do torneio foi o Barcelona tendo o time regional Al Saad ficado em segundo lugar.

Para terminar, deixo o vídeo do comercial do Campeonato mundial de handebol masculino. Meu marido que fez!

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *