Categoria: Blog Brasileiras pelo Mundo

Posts publicados originalmente no Blog Brasileiras pelo mundo o qual sou colaboradora mensal

BPM – Média salarial no Qatar

Com a crise que o Brasil está passando é natural que muita gente busque oportunidade de emprego fora. O Oriente Médio está no top 10 dos brasileiros que querem morar no exterior; o motivo: bons salários.

(mais…)

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

BPM- A arte de reinventar de advogada a dona de casa

O ano de 2013 foi bem movimentado para mim. Cheguei a me dividir entre três empregos, organização de casamento, obra, casa nova. Confesso que, de início, não foi muito difícil  jogar tudo para o alto e vir viver em Doha num hotel maravilhoso, com piscina, jacuzzi e uma pessoa para fazer faxina todos os dias. Foram quase umas férias!

Depois da pergunta da burca, a que mais ouvi foi: “e você, vai largar tudo?”

(mais…)

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

BPM- Sistema de saúde no Qatar

O governo do Qatar acredita que uma população saudável é o segredo para uma nação próspera, por isso, em 2013, colocou em ação o “SEHA”, regime de seguro social, para cobrir toda a população, cidadãos e residentes do país, com um seguro universal de saúde.

(mais…)

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

BPM – Tipos de visto para o Qatar

Uma das coisas chatas de se viajar é quando se faz necessário o pedido de visto. E o Qatar é um desses países que vale a pena a visita, mas infelizmente temos que passar por este processo. Recebo muitos e-mails com perguntas sobre isso e acredito que esse post vai esclarecer a dúvida de muita gente.

(mais…)

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.

BPM- Qatar, pólo cultural do Oriente Médio

Enquanto a vizinha Dubai investe cada vez mais em entretenimento, o Qatar tem se destacado como o centro da cultura no Oriente Médio. Depois da monarquia do país ter adquirido a peça mais cara já vendida em leilões, o quadro “Os jogadores de cartas” de Paul Cézanne pela bagatela de 250 milhões de dólares, o mundo das artes está de olho nesse pequeno pedaço milionário de terra no Golfo Pérsico.

(mais…)

Thaís já foi atriz de teatro amador, bailarina torta, advogada e professora universitária. Mora no Qatar e desde que chegou a Doha, depois de 18 horas de viagem, se descobriu desbravadora. Como uma boa capricorniana não se acostumou bem à mudança, entretanto isso não foi obstáculo para que abrisse seu coração para viver uma nova aventura diferente de tudo que já viveu antes. Aos poucos Doha ganhou seu coração a ponto de sentir o desejo pulsante de dividir com o mundo o que este lugar tem a oferecer.